Você está aqui: Página Inicial Extensão Instituto de Oncologia Pediátrica -IOP/ GRAACC/UNIFESP

Instituto de Oncologia Pediátrica -IOP/ GRAACC/UNIFESP

Instituto de Oncologia Pediátrica -IOP/ GRAACC/UNIFESP

Rua Botucatu 743 – 04023-062 - São Paulo SP

PABX: 11 5080-8400
SITE: www.graacc.org.br

 
O GRAACC – Grupo de Apoio ao Adolescente e à Criança com Câncer - construiu um hospital de 11 andares (4.200m2) com recursos doados pela sociedade civil em área própria. Estabeleceu um convênio técnico-científico com a UNIFESP, criando, desta forma, o Instituto de Oncologia Pediátrica – GRAACC/UNIFESP (IOP-GRAACC/UNIFESP), onde hoje se localiza o Setor de Oncologia Pediátrica da Disciplina de Especialidades Pediátricas do Departamento de Pediatria da UNIFESP. A diretoria do GRAACC tem autonomia administrativa e financeira para dirigir o hospital e existe forte vínculo técnico-científico com a UNIFESP. O chefe do Setor de Oncologia Pediátrica da Disciplina de Especialidades Pediátricas do Departamento de Pediatria, segundo acordado no convênio será sempre o Diretor Técnico do IOP-GRAACC/UNIFESP.
Em 2013, o GRAACC inaugura o prédio anexo ao primeiro com 6 andares, onde está instalada, no subsolo, o Serviço de Radioterapia. A expansão do espaço permitiu a melhor adequação do pronto atendimento, sala de triagem, sala de coleta de exames, quartos de isolamento, sete novos consultórios e nova recepção ao paciente. Esse anexo também permitiu a expansão da área de multiprofissionais e administrativos.
A atividade assistencial é dirigida a crianças e adolescentes e engloba tratamento ambulatorial, em regime de internação em enfermaria e em unidade de tratamento intensivo; procedimentos diagnósticos, cirúrgicos, quimioterapia, radioterapia e tratamento de suporte. Anualmente, são realizadas, em média, mais de 26 mil consultas, mais de mil cirurgias, mais de 37 transplantes de medula e mais de 11 mil sessões de quimioterapia. Este trabalho é feito em conjunto com especialistas de diversos setores que interagem no tratamento multidisciplinar.
A atividade didática é dirigida aos estudantes de medicina em fase de graduação (4º e 6º anos médicos) no Curso Eletivo em Oncologia Pediátrica (oferecido a alunos de 2º e 3º anos de Medicina e 3º ano de Enfermagem e Fonoaudiologia) e também para alunos da Liga Acadêmica de Oncologia Pediátrica, residentes de pediatria e pós-graduandos e aos participantes dos Programas de Residência Médica em Cancerologia Pediátrica, Residência Médica em Cancerologia Pediátrica – Ano Adicional, Residência Médica em Pediatria – Transplante de Medula Óssea e Programa de Residência Multiprofissional em Oncologia Pediátrica, Curso de Especialização Multiprofissional em Oncologia Pediátrica na área hospitalar e ambulatorial. O serviço ainda conta com profissionais de enfermagem, nutrição, serviço social, fisioterapia, terapia ocupacional, dentistas, psicólogos, psicopedagogos, recreacionistas e voluntários, que interagem na assistência à criança e ao adolescente.

O enfoque maior do serviço é o tratamento oncológico ambulatorial. A assistência à criança envolve o desenvolvimento de projetos de pesquisa multidisciplinares, dirigidos não só ao tratamento oncológico (quimioterapia, cirurgia e radioterapia), como também ao controle da dor, vômitos, infecções, nutrição, apoio emocional, recreação, assistência de enfermagem etc.

A atividade de pesquisa inclui ainda o desenvolvimento de protocolos terapêuticos, com objetivo de elevar a sobrevida dos pacientes oncológicos e caracterizar os fatores prognósticos em nosso meio. Existe grande intercâmbio entre as diversas especialidades envolvidas no tratamento das crianças com câncer, permitindo projetos conjuntos como, por exemplo, o protocolo para tratamento de osteossarcoma, realizado em conjunto com o setor de tumores ósseos do Departamento de Ortopedia e Traumatologia, Departamento de Anatomia Patológica, Departamento de Diagnóstico por Imagem e Departamento de Genética.

 

Missão 
Garantir a crianças e adolescentes com câncer, dentro do mais avançado padrão cientifico, o direito de alcançar todas as chances de cura com qualidade de vida.

 

Visão

  • Disponibilizar recursos técnicos, científicos e humanos adequados, atuando  como centro de referência em diagnóstico e tratamento do câncer infanto-  juvenil.
  • Oferecer apoio multidisciplinar e suporte social, com a finalidade de manter a adesão ao tratamento.
  • Treinar e capacitar profissionais, buscando multiplicar conhecimento e promover impacto na assistência à saúde do País.
  • Trabalhar constantemente em parceria, somando esforços com a comunidade, universidade e empresariado, através de mobilização de recursos, gestão participativa e potencialização de conhecimento.
  • Promover atuação efetiva do voluntariado.
  • Garantir acesso ao tratamento a crianças e jovens de famílias de baixa renda.

 



 
Ações do documento
« Fevereiro 2018 »
Fevereiro
SeTeQuQuSeSaDo
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728